DANIEL FERREIRA     CRIAÇÃO + PESQUISA
Paying for It (Chester Brown) resenha

Mais uma vez o quadrinista Chester Brown fala sobre sexo (e sua vida pessoal) sem o menor pudor. Lançada em 2011, a hq Paying for It (em português, Pagando por Sexo) consiste em um relato dos encontros sexuais que o autor teve com diversas prostitutas após o término de um namoro, e as conclusões que ele deriva destas experiências.

No percurso do livro, Chester argumenta que o “amor romântico” é uma besteira, e que pagar por sexo não é (ou não deveria ser) moralmente condenável.

A narrativa é leve, mas bastante detalhada, deixando claro que o autor dedicou a este assunto bastante tempo e esforço (se é que você me entende;). O leitor não precisa concordar com ele para apreciar as suas aventuras – o livro diverte e serve como um bom ponto de partida para cada um refletir sobre as suas próprias opiniões sobre sexo e amor.

O desenho é minimalista e preciso, talvez simbolizando a personalidade fria e objetiva do protagonista, e contrasta com o peso e a densidade da temática do livro. A história é relativamente longa, e há uma grande quantidade de notas e textos complementares, para quem interessar se aprofundar no assunto.

PS: decidi descrever o livro como uma “hq”, um termo que acho mais leve e simpático do que as outras opções que pensei, como “novela gráfica”, livro de arte sequencial etc.

Obs: uma versão abreviada deste post foi publicada no blog Resenha Em 6 em 31/08/2012.


See more blog.